Sete dias da semana sem medo da notícia

TJCE não dá aval para retorno de Flanky Chaves à Prefeitura de Pacajus

Prefeito foi afastado por improbidade administrativa juntamente com o pai, Zé Wilson, e a mãe





Zé Wilson confessa que Flanky não tinha capacidade de gerir Pacajus, por isso assumiu a Prefeitura
query_builder

O desembargador Paulo Airton Albuquerque Filho, do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), não deu aval para o retorno do prefeito afastado de Pacajus, Flanky Chaves (PP), voltar à Prefeitura. Em sua análise do recurso impetrado pelo gestor, Airton afirmou que irá ouvir o Ministério Público do Ceará (MPCE), autor do pedido de afastamento contra Flanky, para emitir sua decisão.

A medida é mais uma derrota para o ex-prefeito Zé Wilson Chaves, que, desde o afastamento do filho, espalha bravatas por Pacajus de que irá reconduzir Flanky ao cargo. Na última, Zé Wilson afirmou contar com o apoio do presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque (PDT), para derrubar o afastamento.

É de família

O presidente da Câmara Municipal de Pacajus, Júnior Chaves (PP), irmão de Flanky Chaves, chegou a afirmar em entrevista a rádio que tinha, em mãos, um relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE) afirmando não ter encontrado nenhuma irregularidade na gestão de Flanky. Segundo o vereador, o relatório seria referente a uma visita ocorrida no dia 26 de setembro. No entanto o próprio TCE negou ter emitido o relatório e afirmou sequer ter fiscalizado o município em setembro.

Os afastados

Flanky Chaves e seu pai, o ex-prefeito Zé Wilson Chaves, e mais 14 pessoas foram afastados, no último dia 14, por improbidade administrativa em decisão da juíza Ricci Lobo de Figueiredo Filgueira, da 1ª Vara da Comarca do município.