Sete dias da semana sem medo da notícia

Terceira vítima do médico e prefeito de Uruburetama vem a público denunciar abusos
"Ele ameaça de mandar os capangas matar as pessoas", explica Maria Eleonelda. O caso teria ocorrido em outubro de 2015


query_builder

Mais uma mulher gravou um vídeo, neste domingo (11), denunciando os abusos do médico e prefeito de Uruburetama, Dr. Hilson (PCdoB), com seus pacientes. Após as denúncias de Francisca das Chagas e Edvânia Teixeira, Maria Eleonelda afirmou ter sido vítima do médico durante um exame e ameaçada pelo gestor.

“Ele mandou eu tirar a roupa, eu disse que não tirava. Aí, ele apertou os meus seios para ver se tinha caroço, ficou apertando, mandou eu abrir as pernas bastante para ver se tinha alguma coisa. E eu senti que ele estava com a ‘bicha’ dura, né. Eu não falei com o pai dos meus filhos, que era o homem que eu vivia com ele, porque eu sabia que, se eu falasse para ele, ele ia querer fazer alguma coisa com ele. E eu também fiquei com medo porque ele disse que ele era autoridade. Quem era eu, na frente dele? Eu não era nada”.

“Eu peço a todas as mulheres que já passou na mão dele, porque agora é a hora, né. E se acontecer alguma coisa, foi ele, porque ele tem o mode fazer com todo mundo e ele ameaça, né, de mandar os capangas matar as pessoas”.

Defesa cai por terra

Dr. Hilton é acusado de praticar sexo com pacientes em consultórios públicos e privados no município, além de registrar as aventuras sexuais no celular. As teses de defesa do advogado Kaio Castro apenas complicam mais a situação do prefeito. Primeiro, a defesa tentou alegar que nenhum conteúdo foi filmado, mas não foi isso que os leitores do Ceará News 7 puderam conferir aqui.

Agora, a outra tese da defesa de que as práticas sexuais eram consensuais também caíram por terra, com a denúncia de Francisca das Chagas. Entre populares, o caso começa a ser comparado ao do criminoso Roger Abdelmassih, médico condenado a 278 anos de prisão por estupros de pacientes.

Confira: