Sete dias da semana sem medo da notícia

Tasso fala da força dos FGs, mas não aponta soluções para derrotá-los
"Não tem nada definido, nós estamos conversando com todas essas correntes que querem esse espaço de discussão, que querem criticar livremente. E daí, até o final do mês de março, se toma uma decisão em conjunto com todos esses grupos", disse o tucano cearense
Tasso Jereissati
05/03 11:13

O senador Tasso Jeireissati deixou claro que o grupo liderado pelos Ferreira Gomes tomou conta do Estado, impossibilitando espaços para a oposição. “Aqui está se tapando todos os espaços para a oposição. Não é nem para oposição, é para a discussão, para a crítica, que é, evidentemente, fundamental para que o governo seja bom”, disse o tucano no lançamento do Renasce, na última sexta. O movimento se propõe trazer novos nomes e novas questões ao cenário político cearense.

Mesmo com esse discurso, o senador cria barreiras para que um nome de oposição seja lançado para concorrer contra Camilo Santana ao Governo do Ceará. “Não tem nada definido, nós estamos conversando com todas essas correntes que querem esse espaço de discussão, que querem criticar livremente. E daí, até o final do mês de março, se toma uma decisão em conjunto com todos esses grupos”.

Em tempo

No Abolição, a falta de interesse de Tasso é festejada. Segundo apurou o Ceará News 7, Jereissati impõe uma série de exigências para que um candidato receba sua bênção. Assim, a campanha de reeleição de Camilo ganha força.

O tucano estaria procurando um abnegado que reze integralmente em sua cartilha, sem nada questionar. Ele, que tanto se impôs em 1986, quer um político dócil para chamar de seu. Talvez, seja trauma da autonomia e do rumo que os Ferreira Gomes — suas crias — tomaram.

Confira a fala de Tasso



*Publicidade

Publicidade


Leia Também

Links Patrocinados