Sete dias da semana sem medo da notícia

Promotoria devolve inquérito movido por denúncia de Dr. Hilson à Delegacia
Prefeito de Uruburetama afirma ter sido alvo de extorsão para renunciar, mas órgão devolveu o caso ao delegado por falta de provas

Prefeito de Uruburetama, Dr. Hilson

query_builder

O promotor de Justiça Ricardo Luís Sant’Anna de Andrade, da 6ª Promotoria de Justiça Criminal, devolveu, nesta segunda-feira (11), ao delegado Hélio Marques de Carvalho, o inquérito policial que visa a investigar se o prefeito de Uruburetama, Dr Hilson Paiva (PCdoB), foi vítima de extorsão para renunciar o cargo em troca de não ter liberadas imagens íntimas suas com outras mulheres.

“De forma inexplicável, a Autoridade Policial encaminha o inquérito policial a esta Promotoria e sem que as diligências restassem conclusas”, afirma o representante do Ministério Público do Ceará (MPCE) na devolução dos autos. A decisão, segundo o promotor, dá-se pela falta materialidade no inquérito antes de enviá-lo à Promotoria. Agora, a delegacia tem 90 dias para realizar as diligências descritas no documento.

“Considerando que os fatos ainda necessitam da conclusão por parte da Autoridade Policial, o Presentante do Ministério Público devolve os autos de inquérito à Delegacia de origem”.

Confira a decisão: