Sete dias da semana sem medo da notícia

Principal envolvido no escândalo do mensalão, PP pode indicar vice na chapa de Ciro
Ciro Gomes articula colocar seu amigo , o empresário Benjamin Steinbruch, dono do grupo Vincunha e da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), como vice em sua chapa à Presidência. O empresário já se filiou ao PP

Ciro Gomes

query_builder

Na corrida pelo voto, o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), busca apoio de todo jeito e de todos os lados, não se importando de onde venha essa adesão às suas pretensões de chegar ao Palácio do Planalto. Agora, seu principal alvo é o PP, um dos principais partidos envolvidos no escândalo do Mensalão.  E o PP poderá indicar o vice na chapa encabeçada pelo cearense.

De acordo com matéria do Estadão, o  empresário Benjamin Steinbruch, dono do grupo Vicunha Têxtil e da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), se filiou ao PP. A filiação é parte de uma articulação para fazer do empresário uma opção de candidato a vice-presidente na chapa de Ciro Gomes (PDT), de acordo com quatro fontes ouvidas pelo Estadão/Broadcast, sendo duas do PP, uma do PDT e outra do DEM.

Steinbruch assinou a ficha no PP da capital paulista em 4 de abril, três dias antes do fim do prazo final de filiação para quem quisesse disputar as eleições de outubro. Até então, o empresário não estava ligado a nenhuma legenda. A filiação foi articulada pelo presidenciável do PDT, de quem Steinbruch é amigo há mais de 20 anos, e pelo presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira (PI).