Sete dias da semana sem medo da notícia

Presos os suspeitos de sequestrar, torturar e matar três garotas em Fortaleza
Polícia ainda trabalha para localizar os corpos das três garotas que foram sequestradas na Barra do Ceará, na noite de quinta-feira passada. O crime teria sido ordenado pelos chefe de uma facção criminosa que age na zona Oeste da Capital
Os três foram detidos com um adolescente e encaminhados ao 7º DP
Por: Fernando Ribeiro
07/03 12:39

A Polícia Civil capturou quatro pessoas suspeitas de envolvimento no seqüestro, tortura, morte e decapitação de três mulheres na semana passada, na zona Oeste da Capital. A ação da Civil aconteceu nessa terça-feira (6). O crime brutal foi filmado pelos próprios assassinos e as imagens postadas nas redes sociais.  Os corpos das três garotas não foram, ainda, localizados. Eles teriam sido ocultados no mangue do Rio Ceará, no limite entre Fortaleza e o Município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Policiais do 7º DP (Pirambu) iniciaram as investigações em torno do caso e chegaram aos supostos assassinos das jovens identificadas como Ingrid Teixeira Ferreira, Darciele Anselmo de Alencar e Nara Aline Mota de Lima. Na noite de quinta-feira, elas teriam sido sequestradas em uma residência, na Barra do Ceará, colocadas em um veículo e levadas por integrantes da facção criminosa Guardiões do Estado (GDE) até o mangue do Rio Ceará, no bairro Parque Leblon, em Caucaia. Ali teria ocorrido uma sessão de tortura que culminou no triplo assassinato. As cabeças das três mulheres foram cortadas e lançadas no lamaçal.

Na noite de ontem, inspetores do 7º DP prenderam na Barra do Ceará os quatro suspeitos. Três deles são adultos e o quarto é um adolescente de 17 anos. Os maiores de 18 anos foram identificados como Antônio Honorato dos Santos, Diego Alves dos Santos e Luiz Alexandre Alves da Silva. O menor foi encaminhado à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

“Rasgar a camisa”

Antes de serem assassinadas, as três jovens foram obrigadas a dar um depoimento diante da câmera do celular de um dos criminosos. Sob a mira de armas de fogo, foram forçadas a dizer que eram do Comando Vermelho (CV), mas estavam “rasgando a camisa” e passando para a GDE. Em seguida, uma voz surge no áudio e manda o “pivete” (seria o adolescente) atirar nas garotas. Uma delas pediu piedade e em troca disso recebeu um tiro na cabeça, morrendo instantaneamente.

Em seguida, nas imagens aparecem os corpos sendo decapitados por um dos assassinos, que usa um facão. Mais adiante, outro bandido surge no vídeo carregando as três cabeças e as joga no lamaçal do mangue.

Na última segunda-feira (5), as mães das jovens compareceram à sede da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e pediram ajuda nas buscas às filhas. Buscas foram realizadas por policiais e bombeiros no mangue do bairro Vila Velha durante toda a tarde de segunda-feira, mas os corpos não foram encontrados.



*Publicidade

Publicidade


Leia Também

Links Patrocinados