Sete dias da semana sem medo da notícia

PGR apresentará denúncia contra Temer dias antes de votação na Câmara

Janot quer fortalecer denúncia com delações de Eduardo Cunha e Lúcio Funaro e pressionar deputados a votar contra o presidente





query_builder

O presidente Michel Temer (PMDB) terá ainda mais dificuldade para conseguir os 171 votos necessários para arquivar a denúncia por lavagem de dinheiro na Câmara dos Deputados. A procuradoria-geral da República (PGR) deve apresentar uma nova denúncia contra o peemedebista dias antes da votação da primeira na Câmara, prevista para o início de agosto.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, espera fortalecer a segunda denúncia, por obstrução de Justiça, com as delações premiadas do deputado cassado Eduardo Cunha e de seu operador, Lúcio Funaro, já em reta final no Ministério Público. Hoje, a base aliada de Temer considera ter força para barrar a primeira denúncia, mas, não garante placar favorável diante da segunda.

A situação de Temer se agrava ainda mais com a proximidade de 2018. De olho nas eleições do próximo ano, os deputados tendem a votar de acordo com a base eleitoral para garantir a manutenção do foro privilegiado nas urnas. E a imagem do presidente junto à população é péssima. Janot ainda apresentará uma terceira denúncia contra Temer, por organização criminosa, que deve ser oferecida até o início de setembro.