Sete dias da semana sem medo da notícia

Papa já sabe o que aconteceu em Itapajé e religiosos e políticos entram em pânico
Danilo Forte e Fábio Ramalho foram ao Núncio Apostólico do Brasil hoje para tratar sobre casos de abuso infantil do município
Fábio Ramalho, Dom Giovani d'Aniello e Danilo Forte
11/07 16:34

O deputado federal Danilo Forte (PSDB-CE) e o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Fábio Ramalho (MDB-MG) foram recebidos, nesta quarta-feira (11), pelo Núncio Apostólico do Brasil, Dom Giovani d’Aniello, para tratar sobre os casos de abuso sexual infantil no município de Itapajé, especialmente o ocorrido dentro do Patronato São José, instituição dirigida pelo ex-prefeito Padre Marques.

Na ocasião, Giovani d’Aniello comprometeu-se a investigar os crimes denunciados, além de oferecer amparo às famílias das crianças abusadas. A gravidade dos abusos registrados em Itapajé já chegou aos ouvidos do Papa Francisco, que, ao contrário do bispo de Itapipoca, Dom Antônio, não deverá acobertar a tragédia e nem dar declarações que o ex-prefeito Padre Marques está sendo vítima de perseguição política.

Tanto Dom Antônio quanto Padre Marques deverão ser afastados para a realização de uma investigação séria acerca do episódio. O prefeito de Itapajé, Dimas Cruz, também é suspeito de envolvimento em estupro e pode acabar preso.

CPI dos Maus Tratos

A situação de Dom Antônio, Padre Marques e do prefeito Dimas Cruz ficou insustentável. O presidente da CPI dos Maus Tratos, senador Magno Malta (PSL), afirmou que não os teme e prometeu levar as investigações também aos municípios de Sobral e Uruoca.

Confira a declaração de Magno Malta



*Publicidade

Publicidade


Leia Também

Links Patrocinados