SETE DIAS DA SEMANA SEM MEDO DA NOTÍCIA!

26/10/2016 13:12Hs

SEGURANÇA FALIDA

Violência armada na Grande Fortaleza deixa mais quatro pessoas mortas a tiros nas últimas 24 horas

Crimes ocorreram nos bairros Farias Brito e Jardim América, na Capital; além de um caso de latrocínio no Município de Caucaia

Violência armada na Grande Fortaleza deixa mais quatro pessoas mortas a tiros nas últimas 24 horas

Dois homens foram mortos, a tiros, no bairro Jardim América, na noite de terça-feira

Quatro assassinatos foram registrados pela Polícia nas últimas 24 horas na Grande Fortaleza. Entre os casos, um latrocínio (roubo seguido de morte), e um duplo homicídio, além de um jovem que foi executado próximo a um shopping.

O primeiro crime ocorreu em Caucaia, na manhã de terça-feira (25), quando bandidos atacaram um cidadão para roubar seu automóvel. O caso aconteceu na Rua E do Conjunto residencial Eldorado 2, em Caucaia, quando Francisco José Wesley dos Santos, 31, reagiu ao assalto e foi baleado.  Os ladrões fugiram levando o carro da vítima, que não resistiu.

No começo da tarde, um jovem de 24 anos, caminhava pela Rua Padre Mororó, no bairro Farias Brito, na zona Central da Capital, quando foi surpreendido por uma dupla que transitava em uma motocicleta.  O rapaz foi atingido por vários tiros e morreu na calçada de uma residência. Com ele, a Polícia encontrou um revólver de calibre 32.

A Perícia Forense do Ceará (Pefoce) e a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) enviaram equipes para o local, no sentido de darem início às investigações. Ainda na cena do crime a vítima foi identificada. Tratava-se de Werrison de Freitas Carvalho, 24 anos, residente na comunidade Beco dos Pintos, próxima dali.

Duplo

Na noite de ontem, dois homens foram assassinados quando trafegavam de moto pelas ruas dos bairros Montese e Jardim América, na Capital. Conforme a Polícia, as vítimas foram perseguidas e atingidas a tiros quando estavam na Rua Edite Braga. Os mortos foram identificados como Rodrigo Jackson Maciel de Melo, 26 anos; e Wanderson de Lima Oliveira, 27 anos.  Há suspeitos de que o crime esteja ligado à agiotagem. 

Por FERNANDO RIBEIRO