SETE DIAS DA SEMANA SEM MEDO DA NOTÍCIA!

09/01/2017 07:22Hs

SISTEMA PENAL

Dois presos são misteriosamente mortos no Complexo Penitenciário de Itaitinga na madrugada do domingo

Corpos foram encontrados na CPPL 4. Agentes suspeitam que vítimas tenham sido forçadas a ingerir veneno ou drogas até uma overdose

Dois presos são misteriosamente mortos no Complexo Penitenciário de Itaitinga na madrugada do domingo

A direção da CPPL 4 não revelou a identidade dos dois presos achados mortos

Dois presos foram mortos dentro de um dos presídios que integram o Complexo Penitenciário de Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Eles teriam sido forçados a ingerir veneno ou drogas que provocaram uma overdose. O fato vai ser investigado pela Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).

O crime ocorreu durante a madrugada de domingo (8), numa das Vivências da Casa de Privação Provisória da Liberdade Agente Elias Alves de Sousa, a CPPL 4, em Itaitinga. Os corpos foram encontrados pelos agentes penitenciários no começo da manhã antes mesmo do início das visitas. Segundo os agentes, não havia sinais de espancamento ou lesão causada por armas.

“Eles são obrigados a ingerir o veneno ou as drogas até cair mortos”, disse um agente. Os motivos do duplo assassinato não foram revelados.

Em fevereiro do ano passado, fato semelhante foi registrado no Centro de Triagem Criminológica do Estado, que funciona ao lado do Presídio do Carrapicho, em Caucaia, na RMF. Dois presos acabaram mortos desta forma. Foram identificados como Elton Ribeiro de Sousa e Ênio Goes Teles.

 

Os nomes dos dois detentos não foram revelados. Este foi o primeiro registro do ano de mortes dentro dos presídios e cadeias públicas cearenses. Desde a semana passada, a Secretaria da Justiça e da Cidadania (Sejus) realiza a transferência de detentos. O objetivo é evitar o confronto de presos pertencentes a facções rivais. Segundo balanço do órgão, já são quase quatro mil presos remanejados para CPPLs e para  a Penitenciária de Pacatuba.

Fuga

Ao menos, seis presos conseguiram fugir no fim de semana da Cadeia Pública da cidade de Morada Nova (a 163Km de Fortaleza). Os nomes deles não foram ainda divulgados.  Estafoi a segunda fuga no Sistema Penitenciário.

Na sexta-feira ocorreu uma fuga na cadeia da cidade de Camocim, no litoral Oeste do Estado (a373Km de Fortaleza). Três presos conseguiram escapar da unidade e não foram ainda recapturados. 

Por FERNANDO RIBEIRO