SETE DIAS DA SEMANA SEM MEDO DA NOTÍCIA!

04/10/2016 10:39Hs

SAÚDE

Doações de órgãos em 2016 superam todo ano anterior no Cariri

Em 2015 foram 100 doações, e até setembro de 2016 já foram 130 doações de órgãos

Doações de órgãos em 2016 superam todo ano anterior no Cariri

Os números de doação de órgãos no Cariri deste ano já ultrapassam aqueles registrados em todo ano anterior, que contou com 100 doaões. Em 2016, até 28 de setembro, foram 130 doações de órgãos, sendo 96 de córneas, 18 rins, 12 fígados e quatro corações, que beneficiaram pacientes que estavam em fila de espera.

Os números foram apresentados no decorrer da última semana, onde foi comemorado, no dia 27, o Dia Nacional do Doador de Órgãos. Segundo Naidhia Soares, enfermeira da Organização de Procura de Órgãos (OPO) Cariri, sediada no Hospital Regional do Cariri (HRC), o número de doações só aumenta a cada ano. “Isso se deve graças ao trabalho de educação continuada, das equipes que trabalham com doação e também pela solidariedade das famílias”, explica.

Como lembrou, toda pessoa quedeseja ser doador de órgãos deve comunicar sua vontade aos seus familiares. De acordo com Naidhia, há dois tipos de doadores: o de coração parado e o doador de morte encefálica. Para ser doador de múltiplos órgãos é preciso que ocorra o diagnóstico de morte encefálica, que envolve três exames importantes, entre exames de imagem e clínico, feitos por médicos clínicos e neurologistas.

Após o diagnóstico, a família é entrevistada e é oferecida a oportunidade de realizar a doação de órgãos. Entre órgãos e tecidos, cada doador pode doar pulmão, coração, rins, fígado, pâncreas, intestino e córneas.

Leia a matéria completa na edição desta semana do Jornal do Cariri: