Sete dias da semana sem medo da notícia

MPCE e Cotar prendem cinco suspeitos em operação contra quadrilha em Ibicuitinga
Durante a ação, foram apreendidas seis armas de fogo: quatro revólveres e duas espingardas calibre .12; e três veículos roubados: dois carros e uma moto
14/05 19:14

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), com o apoio do Comando Tático Rural (Cotar), deflagrou hoje (14/05), uma operação no distrito de Canindezinho, em Ibicuitinga. A Justiça atendeu ao pedido do MPCE e concedeu oito mandados de busca e apreensão e dois de prisão para desarticular quadrilha suspeita de cometer homicídios, roubos de veículos, assaltos a bancos e carros-fortes, tráfico de drogas, extorsão, estelionato, receptação e porte e posse ilegal de armas de fogo.

Foram presos cinco suspeitos de integrarem a organização criminosa: Diego Wallison de Sousa Damasceno, Adairton Maciel Sampaio, Antônio Maciel Sampaio – estes três primeiros são considerados de maior periculosidade – e Francisco Edson de Sousa Lima, Elton Jaguaribe da Silva; e um adolescente foi apreendido. Flávio Nobre Carneiro, apontado como um dos líderes da quadrilha, morreu durante confronto com policiais. Ele chegou a ser socorrido no Hospital de Morada Nova, mas não resistiu aos ferimentos.

Durante a ação, foram apreendidas seis armas de fogo: quatro revólveres e duas espingardas calibre .12; e três veículos roubados: dois carros e uma moto. Também participaram da Operação Canindezinho duas patrulhas da Companhia de Rondas Ostensivas com Cães (Roca).

Segundo o promotor de Justiça do caso, “esta organização criminosa é apontada como a responsável pela quase totalidade dos homicídios ocorridos na cidade de Ibicuitinga e seus integrantes eram temidos por toda a população local, que estava acuada, vítima do temor que implantavam na região”, afirma o membro do MPCE.



*Publicidade

Publicidade


Leia Também

Links Patrocinados