Sete dias da semana sem medo da notícia

Movimento “Mais Delegados” vai às ruas denunciar o abandono da Polícia Civil

Enquanto mais de 80 cidades estão sem delegacias funcionando por falta de delegados, o governo dispõe de um Cadastro de Reserva de candidatos aprovados no concurso de 2014 aguardando convocação





Movimento tenta recompor os efetivos da Polícia Judiciária do Ceará
query_builder

Um novo vídeo postado pelo movimento “Mais Delegados”, nas redes sociais, mostra de forma contundente o sucateamento e o reduzido número de pessoal na Polícia Judiciária do Estado do Ceará.  O movimento vem ganhando a adesão  maciça da população cearense e o último vídeo produzido já superou mais de 200 mil visualizações.

O movimento aponta o completo estado de abandono da Polícia Civil pelo governo, com mais de 80 cidades do Interior sem contar com delegacias pela falta, exclusiva, de delegados. Revela, ainda, o grave fato de que centenas de assassinatos ocorridos no Ceará nos últimos anos estão sem autoria definida pela falta de investigação.

São mais de seis mil inquéritos policiais redistribuídos, recentemente, pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para as delegacias distritais de Fortaleza e metropolitanas. A determinação partiu do secretário da Segurança Pública e Defesa Social, delegado federal e ex-escrivão da PC, André Costa. O fato foi também denunciado  em reportagem especial produzida pelo Jornalismo da  TV Verdes Mares, na semana passada.

Na rua

O movimento “Mais Delegados”, em breve, vai sair às ruas de Fortaleza para denunciar a grave situação da Polícia Civil, os estratosféricos índices da criminalidade e da violência no Ceará (com mais de 3,2 mil homicídios em 2017), além da matança de agentes da Segurança Pública e a ação inclemente das facções criminosas no estado. Tudo isso, por falta de  delegados para instaurar e conduzir os inquéritos que visem à identificação e indiciamento dos criminosos.

Enquanto isso, o Governo do Estado conta com um Cadastro de Reserva de candidatos aprovados no concurso para o cargo de delegado realizado em 2014, formado, em sua maioria, por profissionais de experiência, gabaritados e com vasto currículo nas áreas da Segurança e da Justiça. Esse pessoal aguarda a convocação do Governo para a recomposição dos quadros da PC e dá fim ao estado de impunidade dos criminosos que domina o Ceará.

VEJA O VÍDEO DO MOVIMENTO “MAIS DELEGADOS”: