Sete dias da semana sem medo da notícia

Mototaxista morto em Pacajus se torna a 34ª vítima de homicídio na cidade em 2018
A violência tem causado uma sequência de assassinatos naquele Município da Região Metropolitana de Fortaleza. A "guerra" de facções e a disputa pelo domínio de áreas do tráfico de drogas aceleram as taxas da criminalidade

O motoqueiro caiu numa emboscada no bairro Cruz das Almas

query_builder

Subiu para 34 o número de pessoas assassinadas, neste ano, no Município  de Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza (a 49Km da Capital). Na tarde desta segunda-feira, mais um mototaxista foi morto na periferia da cidade. É o terceiro profissional da mesma categoria executado nas últimas semanas, segundo dados da Polícia.

O homem morto a tiros na tarde de ontem em Pacajus foi identificado como Edvan da Silva Costa, que tinha 32 anos de idade e ganhava a vida realizando corridas para passageiros entre o Centro da cidade e os bairros e Distritos daquele Município e cidades próximas, como Horizonte e Cascavel.

Na tarde de ontem, Edvan aceitou realizar mais uma corrida e acabou sendo levado para a morte. A emboscada aconteceu na Rua da Lama, no bairro Cruz das Almas, local  onde outros crimes já foram registrados neste ano.

A Polícia não sabe, ainda, quem matou o taxista nem os motivos da execução.

Últimos

No fim de semana, três pessoas foram assassinadas em Pacajus. No sábado, Marcos Ednaldo de Lima Maia foi assassinado, a tiros, na localidade Mangueira. Cerca de duas horas depois, Francisco Leandro Silva da Costa acabou morto, também a tiros, no bairro Pajeú.

No domingo, o adolescente Thállysson Saraiva da Silva, 16 anos, foi morto, a tiros no bairro Lagoa  Seca. A Polícia não conseguiu ainda descobrir se os crimes recentes têm ligação.