Sete dias da semana sem medo da notícia

Mãe da noiva do traficante Cláudio Boy acredita que filha não sabia quem ele era
Empresária Cláudia Magalhães, da high cearense, enfatiza que Vivi estava apaixonado apenas por um mineiro bem sucedido

No círculo vermelho, Cláudio Boy e Vivi. Paixão sem lei

query_builder

Ainda repercute na high cearense a prisão do narcotraficante Cláudio Boy, chefão do PCC de Minas Gerais que morava há, pelo menos, quatro anos em Fortaleza. Ele tinha livre acesso à alta sociedade e chegou a ficar noivo de Vivi, filha da empresária Cláudia Magalhães.

Segundo a mãe, Vivi não tem nenhum envolvimento com tráfico ou facção criminosa, estava apenas apaixonada por um mineiro bem sucedido. Ela não sabia de onde vinha o dinheiro para os mimos que recebia.

Erramos

A foto publicada anteriormente pelo Ceará News 7 como sendo a Cláudia Magalhães estava errada. A imagem, na verdade, era de Cláudia Rebouças. O portal Ceará News 7 pede reconhece o erro e pede desculpas.

Em tempo

Cláudio Boy era uma espécie de bandido de estimação da high, que conseguia com ele dinheiro fácil e otras cositas mas.

O chefão do PCC foi preso ao tentar fugir de Fortaleza, logo após a morte de Gegê do Mangue e Paca.

A sociedade cearense, agora, corre desesperadamente para apagar registro nas redes sociais com o Don Juan do tráfico.

Ai, meu Deus

O empresário Paulo Borges, do ramo de entretenimento, ainda não conseguiu deletar todas as fotos do Insta.

Ei, Paulo, falta esta