Sete dias da semana sem medo da notícia

Laís autoriza tiros em professores de Icó que protestavam contra corte de salário
Prefeita não ficou contente com a pressão dos docentes que terão os rendimentos cortados pela metade. Foi bala de borracha e spray de pimenta para todo lado
Guarda Municipal, com a bênção de Laís Nunes, não poupou balas de borracha nos manifestantes
20/02 10:01

A prefeita de Icó, Laís Nunes (PDT), autorizou a Guarda Municipal a atirar e usar spray de pimenta em professores que protestavam contra o corte, pela metade, de salários, que foi votado em primeira sessão na Câmara Municipal ontem (19).

De acordo com a presidente da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público no Ceará, Enedina Soares, havia um verdadeiro clima de guerra. “Ficamos sob a mira de armas e recebemos spray de pimenta na cara”, contou. “Estamos lutando por nossos direitos e é uma vergonha cortar os salários dos professores pela metade e ferir aqueles que educam as nossas crianças”. Os professores e sindicalistas reclamaram contra o exagero e a violência.

Em nota, o secretário de Segurança Pública de Icó e chefe imediato da Guarda Municipal, Geilson Lima, justificou a agressão alegando que havia manifestante que não era professor. “Uma delas é a senhora Janayna Angelim, pessoa bastante conhecida da polícia, da justiça icoense, acostumada a promover bagunça, desordem, e a desmoralizar todo mundo. E ela não é servidora pública. Foi lá com algumas pessoas para promover tumulto”.

Em tempo

A votação do decreto 02/2018 de autoria da prefeita Laís Nunes propõe a redução de 40 horas semanais para 20 horas de 362 professores da rede municipal de ensino. A proposta foi aprovada em primeira votação por sete votos a cinco.

Saiba como votaram os vereadores

Contra os professores

* Galeguinho do DNER
* Maria do Cal
* Júnior Dantas
* Eliseu Amâncio
* Didi de Cilon
* Evandro Juvino
* Chico Nunes

A favor dos professores

* Daniel Guimarães
* Victor Luiz
* Kailton da Sucam
* Cícero do Alto
* Gilberto Barboza

Confira o estrago causado por Laís Nunes

Leia a nota na íntegra da Secretaria de Segurança de Icó

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Como Secretário de Segurança Pública de Icó e Chefe imediato da Guarda Municipal, fui convocado na última segunda-feira(19), para defender o patrimônio público na Câmara de Vereadores, haja vista as ameaças iminentes de depredação, desordem, e agressões físicas aos servidores do Poder Legislativo.

Durante toda a votação do projeto de autoria do Poder Executivo, centenas de pessoas se posicionaram defronte a Câmara de Vereadores de Icó.

Após a votação no plenário do legislativo, um grupo de pessoas que não é servidor público,  quis agredir fisicamente os vereadores e promover quebra-quebra. Inclusive o vereador Júnior Dantas, que foi agredido fisicamente por uma pedrada.

Uma delas é a senhora Janayna Angelim, pessoa bastante conhecida da polícia, da justiça icoense, acostumada a promover bagunça, desordem, e a desmoralizar todo mundo. E ela não é servidora pública. Foi lá com algumas pessoas para promover tumulto.

A maioria das postagens nas redes sociais, não promove a verdade. Quem promoveu a violência foi exatamente quem não era servidor público.

Icó, em 20 de fevereiro de 2018

Sgt. Geilson Lima
Sec. Municipal de Seg. Pub. e Cidadania.

Com informações do Portal Icó News



*Publicidade

Publicidade


Leia Também

Links Patrocinados