Sete dias da semana sem medo da notícia

ICMBio dá prazo de 10 dias para alegações finais para julgar crime ambiental de Cid
Ex-governador tende a ser condenado a pagar multa de R$ 6 milhões e a derrubar todas as mansões que construída na APA da Serra da Meruoca sem autorização


query_builder

Depois de 31 dias de espera, o Impunidômetro perdeu sua razão de continuar. O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) deu início, na terça-feira (30), ao prazo de dez dias para que o ex-governador Cid Gomes (PDT) e demais envolvidos no desmatamento ilegal de mais de 15 mil m² da Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra Meruoca apresentem suas considerações finais antes do processo ir a julgamento.

Cid tende a ser condenado administrativamente a multa de R$6 milhões e a derrubar mansões em topo de serra na APA da Meruoca, que ainda consiste em Área de Preservação Permanente. A obra não tinha qualquer autorização dos órgãos responsáveis, sendo multado em mais de R$ 6 milhões pelo desmatamento.

Além do ex-governador, a Prefeitura da Meruoca, que autorizou a obra por influência política de Cid, mesmo sem qualquer autoridade sobre a área, e a empresa Condomínio Terra Nova e Comunicações também foram notificadas para apresentarem suas alegações finais.

Impunidômetro

O Ceará News 7 criou o impunidômetro no início do mês para cobrar da Justiça o fim da impunidade de Cid Gomes no caso do crime ambiental na Serra da Meruoca. A obra foi embargada no dia 6 de junho de 2017.

Confira o documento: