Sete dias da semana sem medo da notícia

Gari é morto por assaltantes no primeiro homicídio da Operação Carnaval 2018
O crime ocorreu na cidade de Maracanaú na manhã desta sexta-feira de Carnaval. A vítima tinha ido receber seu salário e na volta para casa foi assaltada e morta com um tiro, mesmo sem reagir

O corpo do gari assassinado foi removido pelo rabecão da Pefoce

query_builder

Um trabalhador se tornou a vítima do primeiro crime de morte registrado na Operação Carnaval 2018, no Ceará, iniciada na manhã desta sexta-feira (9). O crime ocorreu na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e se caracterizou com um caso de latrocínio (roubo seguido de morte). Era por volta de 10h30, quando a Polícia foi acionada para o primeiro homicídio do Carnaval.

O assassinato aconteceu no bairro do Horto, na cidade de Maracanaú. Segundo as informações colhidas pela Polícia Militar no local, a vítima, identificada como Daniel Martins Gonçalves, era funcionária de uma empresa de limpeza urbana que presta serviço terceirizado para a Prefeitura Municipal de Maracanaú.  Trabalhava como gari e havia ido receber o salário. Na volta para casa, foi atacada por dois bandidos.

Mesmo sem ter reagido, Daniel acabou sendo baleado e morreu no local. O corpo foi removido pelo rabecão da Perícia Forense do Ceará (Pefoce). Policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estiveram no local realizando as primeiras investigações em busca de pistas que levem à identificação dos assassinos.

Estatística

No Carnaval do ano passado, 68 pessoas morreram de forma violenta, sendo 43 vítimas de homicídios e latrocínios, além de 21 óbitos em acidentes de trânsito e quatro casos de afogamento fatal.