Sete dias da semana sem medo da notícia

Deputados avaliam processar Tasso por programa do PSDB que os chamou de vendidos

A propaganda do partido fala “presidencialismo de cooptação” e exemplifica: “políticos negociam vantagens pessoais” com o Executivo “e não pensam no País”





query_builder

Os deputados federais avaliam processar o presidente interino do PSDB, Tasso Jereissati (CE), pelo programa partidário da sigla que acusa políticos de negociar com o Executivo vantagens pessoais em troca de votos. A peça foi veiculada ontem em cadeia de rádio e televisão.

Segundo o Estadão, “o senador tucano será instado a nominar quem são os políticos que se venderam sob o risco de colocar toda a Casa em suspeição. Deputados do PSDB contrários ao teor do programa também comentaram num grupo de WhatsApp que estão dispostos a interpelar Tasso na Justiça”.

Num dos trechos do programa, o PSDB fala em “presidencialismo de cooptação”. E exemplifica: “políticos negociam vantagens pessoais” com o Executivo “e não pensam no País”.