Sete dias da semana sem medo da notícia

Delação da JBS: Lula e Dilma receberam até R$ 150 milhões em contas no exterior

Repasse teria ocorrido sob intermédio do ex-ministro Guido Mantega





query_builder

Além do presidente Michel Temer (PMDB), os dois ex-presidentes petistas, Lula e Dilma Rousseff também foram delatados pelo empresário Joesley Batista, da JBS. Segundo ele, o ex-ministro Guido Mantega teria sido o intermediário de um repasse de R$ 150 milhões à campanha da petista em 2014, em contas no exterior.

Em 2010, o ex-ministro Antonio Palocci, ainda segundo o empresário, intermediou uma “contribuição” de mais R$ 30 milhões à campanha de Dilma. As doações eram a contrapartida da empresa em troca da verba pública injetada na JBS pelo BNDES e fundos de pensões. Durante o governo petista, a empresa chegou a ter lucros anuais superiores a R$ 100 bilhões.