Sete dias da semana sem medo da notícia

Ciro Gomes sai em defesa de Carlos Lupi e diz travar luta “contra a corrupção”
Presidente do PDT foi acusado, em delação premiada, de receber R$ 100 mil por mês no esquema de Sérgio Cabral, entre 2012 e 2014
Presidenciável Ciro Gomes e presidente do PDT, Carlos Lupi
13/06 15:32

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) saiu, nesta quarta-feira (13), em defesa do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, acusado de receber R$ 100 mil por mês do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, na delação premiada de Carlos Miranda, operador do esquema financeiro. Segundo o delator, a mesada foi paga entre 2012 e 2014.

Nas redes sociais, Ciro afirma ter “a honra de estar ao lado de Carlos Lupi” e que trava, junto ao presidente pedetista, “uma batalha contra a corrupção”. O presidenciável precisa explicar como se luta contra a corrupção e se propõe, ao mesmo tempo, “sequestrar” o ex-presidente Lula (PT) e e levá-lo a uma embaixada para impedir sua prisão.

Confira na íntegra a declaração

“Tenho a honra de poder estar ao lado de Carlos Lupi, meu amigo e presidente nacional do PDT, na luta por um Brasil mais justo. Amigo pessoal de Leonel Brizola, ministro do Trabalho quando foram criados cerca de 10 milhões de empregos no país, Lupi tem grandes serviços prestados à nação e carrega a bandeira do trabalhismo com muita garra e responsabilidade.
Infelizmente, nesta luta que travamos juntos contra a corrupção, contra o capital especulativo, contra a entrega do nosso país ao banditismo, sofreremos muitos ataques de quem não quer um Brasil melhor e com maior distribuição de renda.
Estamos juntos e vamos lutar até o fim pelo Brasil!”

 



*Publicidade

Publicidade


Leia Também

Links Patrocinados