Sete dias da semana sem medo da notícia

Madson Vagner
Jornalista, colunista e escritor
TRE de olho na fraude
TRE de olho na fraude

O pouco tempo de campanha está motivando o surgimento de uma série de fraudes. Informações do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), dão conta de centenas de denúncias sobre invasão de espaços por candidatos majoritários na propaganda de Rádio e TV dos candidatos a deputados, gravações externas, direito de resposta e outras. Somente na primeira semana de campanha o Juizado Auxiliar do TRE recebeu mais de 150 representações sobre o cometimento das fraudes. Entre as denúncias analisadas pelos juízes José Vidal Silva e Daniela Lima da Rocha, que resultaram em processos, cinco foram arquivados, três estão tramitados em julgado e um tem recurso junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O que poucos candidatos sabem é que a esperteza pode resultar em penalidades que vão desde multas até a retirada da propaganda.

Sem prestígio

O candidato à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes, parece enfrentar uma crise no seu prestígio fora dos ‘muros’ do Crajubar. Na sua agenda de campanha organizada para o último fim de semana em Juazeiro do Norte e Crato, foram percebidas poucas lideranças de municípios vizinhos. A cobrança acontece pelo auto índice de apoios ao seu grupo político, que abrange o Governo do Estado e, também, por conta do grande número de prefeitos do seu partido na região. A agenda ficou restrita as lideranças locais e se transformou em um verdadeiro pesadelo pela pouca presença. O presidente regional do PDT, deputado federal André Figueiredo, está sendo pressionado a explicar a ausência dos prefeitos do PDT que não vieram prestigiar o evento. André terá trabalho, já que, nem a sua candidatura tem recebido o prestigio desejado.

Dissidentes petistas

Apesar da união entre os ex-prefeitos Isaac Júnior e Evanildo Simão, o PT de Mauriti enfrenta várias dissidências que podem comprometer o sucesso eleitoral do partido neste ano. Pequenos grupos estão fora do arco de aliança montado por Júnior e Evanildo e apoiam candidatos até de fora do partido. É o caso do grupo liderando pelos ex-vereadores Missô, Antônio Oseas, Anchieta Sá e José Lourenço, que declararam apoio ao candidato dos cartórios, Denis Bezerra (PSB), para a Câmara Federal. Entre os atuais vereadores a divisão também é um problema. O grupo defende as candidaturas de José Guimarães, José Airton Cirilo e Antônio Balman. Os ex-prefeitos só conseguiram união em torno da candidatura de Fernando Santana, que concorre uma vaga na Assembleia Legislativa. Há quem diga que a dissidência é uma prévia do que acontecerá nas eleições municipais.

Denúncia de ameaça

A base política da prefeita interina de Jati, Francisca Ferreira, conhecida como Mundinha, está preocupada com o futuro da gestão e, até, com a integridade física da gestora. Servidores do município denunciam ameaças da prefeita afastada, Maria de Jesus, a Neta. Apesar de ter sido afastada por 180 dias pela justiça, a pedido da Procap, Neta garante voltar antes do prazo e ameaça: vai fazer justiça contra os traidores. Neta estaria intimidando servidores para boicotarem a atual gestão. As duas, eleitas na mesma chapa em 2016, romperam quando Mundinha se negou a obedecer ordens de Neta ao assumir a Prefeitura. Pedidos de liminares de Neta para voltar ao cargo foram negados pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) e Superior Tribunal de Justiça (STJ). O afastamento de Neta pode ser renovado por mais 180 dias.

Bem articulado

A apresentação dos candidatos apoiados pelo prefeito de Mauriti, Mano Morais (PDT), tinha tudo para ser mais uma festa de campanha, a começar pela grande presença de aliados. Mas, uma frase do prefeito acabou mudando esse rumo. Mano enalteceu a boa relação de Guilherme Landim (PDT), seu candidato a estadual, com o poder político. O prefeito definiu Guilherme como um homem de muita influência e relacionou várias articulações de Guilherme, sem ter mandato. “Imagina a moral desse homem quando chegar à Assembleia Legislativa,” disse, bem empolgado o prefeito. À Guilherme, restou agradecer o reconhecimento de que aumenta ainda mais sua responsabilidade. Com bem menos ênfase, Mano apresentou Adail Carneiro (Podemos) para federal. Ele é a indicação do vice-prefeito, Victor Martins. Teria espaço para ciúmes?

Ampliando o debate

Um fato curioso tem acontecido nessa campanha. Com o pouco tempo de campanha e os muitos municípios a percorrer, os candidatos a deputados têm encontrado uma solução interessante. Eles tem utilizado as esposas para fazer o debate, quando não estão. Um dos que mais tem se utilizado das estratégia é o candidato Fernando Santana (PT). No último fim de semana, enquanto Fernando percorreu municípios como Campos Sales, Salitre, Juazeiro do Norte, Crato, Choró, Quixadá… Sua esposa Onelliany Santana estava em Assaré, Altaneira e Tarrafas fazendo o debate no luar de Fernando. Lideranças como o ex-candidato a prefeito de Assaré, Jocélio Leite, e os prefeitos de Tarrafas e Altaneira, Taiano e Dariomar, organizaram as agendas. Outros candidatos já preparam suas esposas para fazer o mesmo papel. Se vai virar moda, ainda é cedo para avaliar, mas os encontros têm colocado as mulheres no centro do debate.

Enquanto isso…

… A eleição em Missão Velha deve trazer grandes surpresas. Um dos grupos mais fortes politicamente está dividido entre quatro nomes. De um lado o ex-prefeito Tardiny Pinheiro (PT) está apoiando Fernando Santana (estadual) e José Guimarães (federal); do outro o seu irmão, o ex-prefeito Gidalberto Pinheiro está com Anderson Palácio e André Figueiredo.

… Apesar da separação eleitoral, Tardiny e Gidalberto, garantem estarem unidos na estratégia. As candidaturas foram pensadas em conjunto. No último dia 5, Gidalberto apresentou uma série de apoios a Anderson e André. Os vereadores Rafinha, Cícero Cagece, Rodrigues Pinheiro e Zé Rolim estão entre os apoios. A expectativa com o resultado é grande.

… Em Altaneira, o prefeito Dariomar Rodrigues (PT), resolveu ir às ruas para defender suas candidaturas. Dariomar reuniu lideranças da sua base política para um adesivaço e uma caminhada pelas principais ruas da cidade. O prefeito apresentou os nomes de Fernando Santana para estadual e José Guimarães para federal.

… Além de Fernando e Guimarães, o prefeito Dariomar defende os nomes do governador Camilo Santana, Cid Gomes e Eunício Oliveira ao Senado, além de Lula à Presidência. O detalhe é que a esposa de Fernando representou o marido nos eventos, mas garantiu que ele visitará o município em breve. Dariomar movimentou um grande número de pessoas.


André Figueiredo com dificuldades em Juazeiro do Norte
André Figueiredo com dificuldades em Juazeiro do Norte

O deputado federal André Figueiredo parece em dificuldades com o PDT de Juazeiro do Norte. Se prendeu tanto a defender a tese de Ciro Gomes, contra a aliança do governador Camilo Santana e o senador Eunício Oliveira, que esqueceu da própria reeleição. Em Juazeiro, onde o PDT tem a maior bancada de vereadores, com quatro parlamentares, André ainda não tem nenhum voto. É pior, nem não pediu apoio a nenhum dos correligionários. Os vereadores juazeirenses alertam: quando ele (André) acordar poderá ser tarde.

EM BRASÍLIA. André tentou receber os correligionários que foram à Marcha dos Vereadores promovendo um jantar, mas se decepcionou. Menos da metade compareceu. O problema é se a situação estiver sendo repetida em outros municípios, André pode depender do socorro do Abolição. Será que virá?

RAIMUNDÃO ENSINANDO O CAMINHO DAS PEDRAS

O ex-prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo (MDP), está definitivamente de volta as articulações. Na última semana surpreendeu em Brasília, durante a Marcha dos Vereadores, ao prestigiar os parlamentares caririenses. Foi muito bem recebido por todos. Apesar da recepção animadora, a presença de Raimundão em Brasília teve outro objetivo. Ao lado do sobrinho, o prefeito de Aurora, Júnior Macedo (PR), Raimundão manteve contatos com o presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira (MDB). Raimundão articulou obras para Aurora e de quebra ensina o caminho das pedras ao sobrinho prefeito.

TENSÃO PRÉ-ELEITORAL EM SANTANA DO CARIRI

Os bastidores pré-eleitoral de Santana do Cariri foram bem movimentados. Na oposição, o nome de Samuel Garcia, neto do ex-prefeito Jesus Garcia, foi cogitado mas prevaleceu o bom discurso de Pedro Henrique, indicado pelo senador Eunício Oliveira e o empresário Rafael Branco. Do outro lado a situação foi mais tensa.

PAU MANDADO. Depois da prefeita cassada Danieli Machado anunciar que continuaria na Prefeitura independentemente de estar sentada na cadeira, foi difícil encontrar quem quisesse ser lembrado como pau mandado. Foi preciso a intervenção do deputado federal André Figueiredo e Fernando Santana para convencer o ex-vereador Vicente Brilhante. E ele aceitou com uma condição: quer Danieli fora.

TUDO RACHADO. Na campanha de Santana do Cariri, difícil é saber quem está do lado de quem. Na chapa de situação, PT e PDT estão rachados. No PDT, a vereadora Luciene, apoiada por Vicente Brilhante em 2016 vota em Pedro Henrique. Não sobe no palanque com Danieli. Outros dois vereadores do PDT, entre eles Arclebio Dias, presidente da Câmara, estão com Pedro Henrique.

PT FORA. O detalhe é que o PT está fora da chapa e já tem dissidências. A divisão no PDT foi articulado pelos empresários Cicero Macedo e Cristina Linard que aderiram a Pedro Henrique. Cícero é sobrinho de Raimundo Macedo, ex-prefeito de Juazeiro do Norte, que esteve na convenção. Na situação a surpresa é o próprio Vicente, que foi autor da maioria das denúncias que derrubaram Danieli.

CÉU DE BRIGADEIRO EM ANTONINA

O ex-prefeito de Antonina do Norte, Antônio Filho (PDT), parece se consolidar de vez como liderança política no município. Enquanto várias gestões do Cariri batem cabeça entre prefeitos eleitos e padrinhos políticos, como ex-prefeitos, em Antonina o clima é de união entre os aliados. O prefeito Evandro Arrais (SD) e Antônio Filho estão fechados com os mesmos pré-candidatos: André Figueiredo federal e Fernando Santana estadual. A decisão veio após análise de pesquisa de opinião que mostrou a maioria da população querendo votar nos candidatos do ex-prefeito.

PRESSÃO. Apesar da pressão do deputado federal Genecias Noronha sobre o prefeito Evandro, prevaleceu a dupla indicada por Antônio Filho. A gestão política de Antonina vive um clima de céu de brigadeiro.


Publicidade