Sete dias da semana sem medo da notícia

Donizete Arruda
Jornalista
Ciro Gomes recebeu propina da JBS
Ciro Gomes recebeu propina da JBS

Hoje, o Ibope divulga mais uma rodada de pesquisa presidencial. Na quarta, é a vez do instituto DataFolha. Setembro avança e a candidatura de Ciro Gomes não cresce. Está igual a rabo de cavalo. Esta semana, a revista Veja traz uma longa reportagem onde choca o Brasil, o Ceará e em especial o povo do Cariri, com a denúncia de que não foi apenas Cid Gomes a receber propina da JBS.

O próprio Ciro Gomes está envolvido nesse escândalo investigado pela Operação Lava Jato. O inquérito está em fase avançada de apuração no Ministério Público Federal, em Fortaleza. O presidente da JBS, Joesley Batista, e seu irmão Wesley Batista, confirmaram o pagamento da propina.

A Veja ampliou o caso e trouxe novas denúncias. Mais empresas, além das JBS, pagaram propina a Oligarquia Ferreira Gomes.


Zé Ailton reúne aliados e prega aviso
Zé Ailton reúne aliados e prega aviso

Zé Ailton Brasil reuniu sua base de apoio para comunicar: precisa de votos para seus candidatos. Quer apoio total aos seus candidatos para garantir o futuro da sua administração. No encontro, definido por Zé Ailton como “uma conversa de amigos para o bem do Crato”, foram apresentadas as candidaturas de Fernando Santana para estadual, José Guimarães e André Figueiredo a federal, além de Cid e Eunício ao Senado.

Na companhia do seu vice, André Barreto, do presidente da Câmara, Florisval Coriolano, e mais nove vereadores, o prefeito pediu que todos trabalhassem 24 horas por dia, durante todo o mês de setembro e até o dia das eleições em outubro. Também responsabilizou cada um pelo sucesso. A conversa surtiu efeito: a base saiu unida para a campanha.


Zé Ailton e Arnon entram na briga
Zé Ailton e Arnon entram na briga

Os prefeitos do Crato e Juazeiro do Norte, Zé Ailton Brasil e Arnon Bezerra, também deram seus recados duros sobre a importância do retorno de Eunício Oliveira ao Senado e à presidência do Congresso.

Atendendo ao pedido de Camilo, os dois usaram as redes sociais e, por meio de vídeos, garantiram apoio e voto em Eunício. Zé Ailton destacou a união entre Eunício e Camilo, para que obras importantes para o Crato não parassem. Além dos recursos para obras, Arnon foi claro ao afirmar que a parceria entre Camilo e Eunício está melhorando a vida de todos no Ceará.

A cobrança de Camilo – pelo engajamento de todos a favor da reeleição de Eunício – parece estar bem entendida. As principais lideranças do Cariri estão se contrapondo a traição de Ciro e André Figueiredo. Resta, agora, a segunda fase dessa articulação. Camilo prepara pesquisa para saber até que ponto o empenho está resolvendo e alavancando votos para Eunício. É questão de honra para Camilo derrotar André e Ciro.


Camilo quer o apoio de Eunício nas ruas
Camilo quer o apoio de Eunício nas ruas

Para evitar a onda contra Eunício na base do seu governo, Camilo Santana tratou demostrar a sua força. Convocou candidatos, deputados, prefeitos e lideranças para garantir o apoio nas redes sociais. O deputado Manoel Santana (PT) foi um dos primeiros a partir na defesa de Eunício Oliveira.

Dr. Santana declarou apoio à reeleição de Eunício, lembrando o esforço do presidente do Congresso para manter o Ceará fora da crise, ao conseguir a liberação de bilhões de reais junto ao Governo Federal. Numa relação mais local com o Cariri, Dr. Santana disse que Eunício é um dos articuladores
para a manutenção do Programa Minha Casa, Minha Vida.

Ainda justificou que Eunício tem defendido uma vida digna para os brasileiros e, além de tudo, tem sido uma voz na defesa do ex-presidente Lula.


Campanha contra Eunício preocupa Camilo
Campanha contra Eunício preocupa Camilo

Com o início da campanha eleitoral, o PDT ligado ao deputado federal André Figueiredo e ao presidenciável Ciro Gomes, intensificou as articulações contra o senador Eunício Oliveira. A traição ao candidato do governador Camilo Santana é fato no Cariri. O voto em um candidato fora do arco da aliança endossada por Camilo e Cid Gomes é uma realidade. No Cariri, o racha na base do governador Camilo é visível.

Esse cenário preocupa Camilo. A fissura aberta por André e Ciro começa a ganhar força e atinge os candidatos a deputados estaduais, lideranças e vereadores pedetistas na região. A vereadora juazeirense e candidata a deputada estadual, Jacqueline Gouveia, foi ao extremo na última semana e se recusou a gravar a propaganda eleitoral para não ter que pedir votos para Eunício. Camilo entrou em campo para resolver esse imbróglio.


Dr. Leitão espera decolar com reforço de Cid
Dr. Leitão espera decolar com reforço de Cid

A campanha do promotor aposentado Leitão Moura, candidato a deputado estadual, recebeu a visita do seu genro, Cid Gomes, na sexta-feira (24). Depois de inaugurar o comitê de Leitão, Cid participou de um adesivaço pelas ruas do Crato. A atividade foi uma resposta aos eleitores de Leitão, que desconfiavam que Cid estivesse efetivamente apoiando a sua candidatura.

Apesar da aproximação familiar, Cid e Leitão se trataram como aliados políticos. Cid garantiu que não estava ali motivado pela aproximação familiar. “Estou pedindo voto porque sei que o Dr. Leitão vai elevar a representação do Cariri na Assembleia”, dizia Cid ao lado da esposa, Maria Célia.

Pela primeira vez em uma disputa eleitoral, Leitão espera uma boa votação na cidade do Crato, sua principal base eleitoral. E Cid articula colégios em outros municípios que o elejam sem maiores dificuldades.


Giovanni cedeu aos apelos de Camilo
Giovanni cedeu aos apelos de Camilo

O vice-prefeito de Juazeiro do Norte, Giovanni Sampaio, anunciou sua desistência da disputa na semana passada. Giovanni, que havia garantido – em coletiva de imprensa – que permaneceria candidato, após uma reunião com o governador Camilo, não resistiu ao pedido pessoal do amigo e saiu da disputa.

No mesmo instante, em mais uma prova de sua fidelidade a Camilo, anunciou apoio a Fernando Santana. Junto com Giovanni, o prefeito de Jardim, Aniziário Costa, e sua base de vereadores na Câmara declararam apoio a Fernando. Para deputado federal, Giovanni vai apoiar o candidato Pedro Bezerra (PTB), filho do prefeito Arnon Bezerra (PTB).


Risco de André perder reeleição existe
Risco de André perder reeleição existe

A fidelidade de André Figueiredo a Ciro Gomes, para manter e promover a tensão entre PDT e o Abolição, ameaça até atrapalhar sua reeleição à Câmara Federal. O Governador não aceitará passivamente essa traição. Ao seu estilo, dará o troco. Não foi coincidência, na inauguração do comitê de André no Crato, a ausência das principais lideranças políticas do Cariri e do Ceará.

Nessa sua queda de braço, André tem perdido espaços para Idilvan Alencar e José Guimarães, candidatos do Governo. Apesar de atropelado, André não sinaliza que irá recuar. Esse gesto está sendo considerado equivocado por seus mais próximos aliados.


Aumenta crise entre André e o Abolição
Aumenta crise entre André e o Abolição

É inexplicável o comportamento do presidente regional do PDT, deputado federal André Figueiredo. Quando tudo parecia resolvido, André criou uma crise interna entre PT e PDT. Verdadeiramente, entre o Abolição e o PDT. André Figueiredo autorizou sua assessoria no Cariri a espalhar que, em hipótese alguma, votará na reeleição do senador Eunício Oliveira (MDB).

Como a querer barganhar com o governador Camilo, elevou a pressão. Ameaçou, através de sua assessoria, que o seu segundo voto de senador será dado ao candidato do Pros. Um golpe no acordo de Camilo com o MDB, que trabalha arduamente para reeleger Eunício Oliveira. Camilo recebeu essa informação como uma declaração de guerra.


Cid Gomes quer ser senador por dois anos
Cid Gomes quer ser senador por dois anos

O projeto político de Cid Gomes é se eleger senador agora e, em 2020, ser o substituto de Roberto Cláudio na prefeitura de Fortaleza. Não pretende retornar ao Abolição, na vaga de Camilo Santana.

Este lugar está reservado para seu irmão Ivo Gomes, que deixaria à prefeitura de Sobral para ser o terceiro membro da oligarquia Ferreira Gomes a ocupar o Governo do Ceará desde 1990.

Os FGs acreditam que este ano enterram a liderança de Tasso Jereissati, e destruirão toda oposição, deixando o caminho aberto ao projeto de mandar no Estado por mais 50 anos. Quem herdará a vaga de senador de Cid será o irmão do prefeito Roberto Cláudio, empresário Prisco Bezerra.


Ciro Gomes não segura a língua dele
Ciro Gomes não segura a língua dele

Em queda livre nas pesquisas, sem candidato competitivo aos governos dos principais colégios eleitorais – São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais -, Ciro Gomes avança a cada dia para recuar ao seu estágio conhecido: um candidato limitado as fronteiras do Ceará.

Ciro não tem força eleitoral no Sudeste e Sul, desaparece no Norte e Centro Oeste, e na sua região preferida, o Nordeste, leva uma surra de votos de Lula. Não bastasse isso. Ciro concedeu uma entrevista ao jornal da Espanha, El Pais, onde acusou que 70% dos novos policiais militares do Ceará são frouxos.

Confessou que eles têm horror a pegar num revólver para enfrentar uma confusão. Essa declaração provocou uma reação de revolta nos quadros da Polícia Militar.


Quem não quer que seja elucidado
Quem não quer que seja elucidado

Se indagar do delegado Giovani Aquino se ele está à vontade nos prazos para apontar o(s) mandante(s) e os pistoleiros do assassinato do empresário Francisco Francisco, é inegável que ele dirá: evidente. “Tenho todo apoio e a verdade será mostrada muito em breve”. Hábil, Giovani Aquino não quer criar mais problemas para a sua tarefa, que não é simples, pois “envolve interesses poderosos trabalhando contra a elucidação dos autores do assassinato”. Dito isso, todo o Cariri fica a se indagar: quem deteria força política para embaralhar uma investigação acompanhada com tanta atenção pela população caririense? A resposta está na ponta da língua de todos.


Mão poderosa atua para segurar inquérito
Mão poderosa atua para segurar inquérito

Jamais o delegado Giovani Aquino admitirá. Sério e competente, o policial civil tem feito seu trabalho em meio a pressões para seguir pistas falsas, visando passar à margem dos verdadeiros culpados. São conselhos velados. Não há ameaças ao delegado, pois esse não aceitaria essa atitude de ninguém. Reagiria com vigor.

No entanto, o inquérito que investiga o assassinato de Francisco não anda. Está quase parado. Lento, leva euforia a setores da sociedade caririense, que apregoa serem responsáveis por essa pressão junto ao secretário de Segurança Pública, André Costa, que por sua vez pressiona o delegado geral da Polícia Civil, Everardo Lima, e numa cadeia de tutela, chega ao delegado Giovani Aquino.

As ordens expressas são óbvias demais: prenda os responsáveis pelo assassinato do empresário, mas não ouça às ruas. Faça um trabalho científico de provas e ao final é preciso que o Poder Judiciário respalde suas apurações. Cuidado em não envolver inocentes. É assim: palavreado bonito para dizer: engavete esse inquérito. Delegado Giovani não fará isso, contudo precisa andar com cuidado, pois está num campo minado.


Assassinato de Francisco sem mistério
Assassinato de Francisco sem mistério

O governador Camilo Santana exigiu que o assassinato do empresário do ramo imobiliário, Francisco Pereira, fosse solucionado até o final de julho. O crime ocorreu no dia 14. O prazo está acabando e o delegado Giovani Aquino, oficialmente, não resolveu a execução desse personagem importante da sociedade do Juazeiro do Norte.

Contudo, a verdade que não foi contada ao Abolição é outra: o delegado Giovani Aquino já identificou os três pistoleiros envolvidos na execução, como também o(s) mandante(s) do assassinato. Também se sabe a causa: tomar de assalto a terra que um dia Francisco Pereira comprou da Igreja, e com a chegada do bispo Dom Fernando Panico, a Diocese do Crato resolveu retomar na marra.

Desse modo, a morte de Francisco é um inquérito resolvido. Estranha-se que o delegado Giovani Aquino esteja demorando para decretar a prisão de todos os envolvidos.


Fernando Santana, candidato de Camilo
Fernando Santana, candidato de Camilo

O ex-secretário adjunto do gabinete do Governador, Fernando Santana, confirma neste início de campanha, o grande favoritismo construído no decorrer dos últimos anos. Fernando é um dos candidatos mais procurados pelos postulantes à Câmara Federal para fazer dobradinhas.

Só no Cariri, devem ser pelo menos seis os nomes a fazer propaganda casada com Fernando. A disputa pelo ex-adjunto é motivada pelas muitas parcerias políticas construídas com prefeitos e lideranças da região.

Nomes como Pedro Bezerra, em Juazeiro e Caririaçu; André Figueiredo, em Crato; José Guimarães, em Barbalha; Idilvan Alencar, em Nova Olinda; e Chico Lopes, em Farias Brito; são apenas algumas das parcerias fechadas para esta eleição.

A expectativa é que, pela boa articulação, Fernando esteja entre os mais votados do Estado. Essa consagração fará justiça ao verdadeiro deputado estadual do governador Camilo.


Fernando Santana é um novo líder
Fernando Santana é um novo líder

A base eleitoral do candidato Fernando Santana, em Barbalha, não aceitou a proposta do PT, de indicar o ex-prefeito Zé Leite para a direção da campanha para deputado estadual. A recusa seria motivada pela maneira autoritária e intolerante com que age o ex-prefeito, quando está à frente de cargos de chefia.

A insistência petista quase causou uma crise para a campanha de Fernando. A maioria dos apoiadores de peso da campanha em Barbalha foi contra e ameaçou abandonar as missões, caso se confirmasse a coordenação do ex-prefeito.

A pressão deu resultado e Fernando foi hábil: Zé Leite permanecerá à frente da campanha, mas as decisões políticas deverão ser tomadas ouvindo um conselho que tem à frente os vereadores Odair José e o presidente da Câmara, Vevé Siqueira. A demonstração de habilidade política rendeu elogios até do governador Camilo Santana.


Giovanni vai à luta para ser eleito
Giovanni vai à luta para ser eleito

Cansado dos falsos comentários de que estaria desistindo da sua candidatura adeputado estadual, o vice-prefeito de Juazeiro do Norte, Giovanni Sampaio (PPS), resolveu tirar todas as dúvidas e enterrar de vez o fantasma que o persegue há várias eleições.

Em coletiva de imprensa, disse que é mais candidato do que nunca. Mandou o recado aos muitos que o estariam incentivando a abandonar a campanha: “não fujo à luta”. Esse discurso forte de Giovanni está sujeito a sua lealdade ao governador Camilo Santana.

Seu destino político será decido após um encontro dos dois. Sem conflitos, pois entre eles reina o respeito e a admiração.


Darlan desabafa: foi uma questão de honra
Darlan desabafa: foi uma questão de honra

Quem achava que o novo presidente da Câmara de Juazeiro do Norte, vereador Darlan Lobo, estava disputando a presidência para bagunçar os rumos da Casa está enganado. Logo após a eleição, que lhe deu o direto de gerir o Poder Legislativo de janeiro de 2019 a dezembro de 2020, Darlan disse estar de alma lavada, mas ciente das suas responsabilidades.

Tratou a eleição como uma questão de honra. No exercício do quarto mandato, Darlan tinha sido presidente após a queda de Antônio de Lunga, mentor do Escândalo das Vassouras. Apesar de ter sido o presidente que viabilizou a Lei da Transparência, sendo coautor, nunca se livrou da sombra de ter sido apenas interino.

Na última eleição, perdeu por apenas um voto. Não desistiu. Trabalhou, articulou e uniu forças até ser candidato único. Agora, assume a presidência da Câmara ao lado do vereador Capitão Vieira Neto, com a maior votação dos últimos anos. Darlan teve 18 dos 21 votos.


Geraldo Alckmin e Bolsonaro no Ceará
Geraldo Alckmin e Bolsonaro no Ceará

Os dois favoritos para se enfrentarem no segundo turno da corrida presidencial, Jair Bolsonaro e Geraldo Alckmin, preparam agendas específicas para o Ceará. Bolsonaro, a princípio, irá a Crateus ainda neste mês de agosto. Alckmin privilegiará Fortaleza.

Já em setembro, a dupla pretende visitar o Cariri. Outros presidenciáveis também anunciam o interesse de conquistar a proteção de Padre Cícero. Enquanto, essa turma que almeja o Planalto não vem, o Cariri é disputado com intensidade pelos candidatos ao Governo e ao Senado. Camilo não deixa de visitar a região um único fim de semana.


Ciro desmoralizado não quer briga
Ciro desmoralizado não quer briga

Sábado, ao lançar oficialmente sua candidatura no Ceará, Ciro ainda tirou uma onda com o governador Camilo Santana. Declarou estar envergonhado com a aliança dele com Eunício Oliveira. E nada mais disse. Esse Ciro é um fanfarrão.

Dias atrás, criticou o PT e Lula por se aliarem a Renan Calheiros, em Alagoas. Não demorou nem uma semana do vídeo divulgado por Ciro, para o PDT fazer o mesmo. No Ceará, Ciro está sozinho em sua família e no PDT.

Cid, Ivo, Lúcio e Lia Gomes estão trabalhando pela reeleição do presidente do Congresso, Eunício Oliveira. No PDT, o presidente regional André Figueiredo também faz mesmo. Ciro está isolado e desmascarado. Camilo provou quem manda na política do Ceará.


Ciro se prepara para mais um fracasso
Ciro se prepara para mais um fracasso

Novamente a língua solta de Ciro Gomes o impedirá de chegar ao Planalto. Em queda acentuada em todas pesquisas eleitorais, o presidenciável cearense prepara uma agenda no Cariri para se vincular ao Nordeste e se tornar herdeiro dos votos do presidiário Lula.

Fora das eleições, Lula odeia Ciro. Não esconde suas mágoas e prefere a vitória de Geraldo Alckmin a de Ciro. Ciente de ter metido os pés pelas mãos, Ciro agora resolveu intensificar a pancadaria em Lula e no PT. Está perdido.

Até no Ceará sua candidatura afunda. Seu principal objetivo hoje é conseguir um emprego de ministro. Daí, não descarta nem aceitar esse cargo, se Jair Bolsonaro vencer. Para quem duvida disso, basta assistir as imagens de Jair e Ciro no debate da RedeTV. Agiam como amigos de infância.


Arnon apresenta seu sucessor
Arnon apresenta seu sucessor

O prefeito Arnon Bezerra reuniu os amigos para apresentar seus candidatos para as eleições deste ano. Nas disputas proporcionais, nenhuma novidade: Pedro Augusto para federal. Para a Assembleia, dois candidatos: Fernando Santana e Giovanni Sampaio.

O evento aconteceu no Clube dos Comerciários e reuniu centenas de apoiadores. Pela adesão do lançamento, Arnon crê que o trio irá lutar pelas primeiras posições em Juazeiro do Norte. Na corrida estadual, Arnon fez o básico: agradou Camilo e manteve a palavra com Giovanni.

A chapa de Arnon se completa com a reeleição de Camilo ao Governo, Cid Gomes e Eunício para o Senado, fechando com Ciro Gomes presidente. Aliás, essa última é a única posição que não foi consenso entre os presentes.

Durante a festa política, um grupo de petistas que integra a gestão municipal pregou aviso ao prefeito: nada de voto em Ciro. O PT votará no candidato de Lula, o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.


Darlan conta as horas e minutos
Darlan conta as horas e minutos

Com uma situação mais que definida, o vereador Darlan Lobo faz o cronograma de sua eleição ansioso para o início da sessão extraordinária, marcada para esta quarta-feira (15), que escolherá a nova Mesa Diretora da Câmara de Juazeiro do Norte.

Com uma base sólida de 17, dos 21 vereadores, Darlan se diz preparado para assumir novamente a presidência. “Vou continuar pautando a gestão da Casa pela transparência”. Darlan foi autor do Projeto de Lei que obriga o presidente no exercício do cargo a abrir as finanças mensalmente para a sociedade.

Favorito para se eleger para seu segundo mandato à frente do Legislativo juazeirense, este será o primeiro em que Darlan será eleito para um mandato completo. Na gestão anterior, assumiu após a queda do então presidente Antônio de Lunga. Darlan tentou se reeleger, porém perdeu a eleição passada.

A derrota o estimulou a se articular por meses de trabalho, o que deve garantir sua vitória amanhã, até com certa tranquilidade. O prefeito Arnon Bezerra não irá se envolver nesse processo eleitoral.


Poderoso Ciro perde discurso de pobre
Poderoso Ciro perde discurso de pobre

Durante todas as suas candidaturas ao Planalto, Ciro sempre exaltou sua pobreza como virtude. Destacava estar na vida pública por décadas e continuar liso. Essa realidade mudou.

Ao declarar seu patrimônio ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) este ano, Ciro foi obrigado a informar que é dono de uma fortuna de quase R$1,6 milhão. São quatro imóveis. Se atualizados a preço de mercado, o patrimônio de Ciro ultrapassa com facilidade a marca de U$1 milhão.

Quem tem uma grana dessa não pode dizer que é pobre. E mais: Ciro aumentou seu rico dinheiro em 300% desde 2006, quando se elegeu deputado federal. Ou seja, no período em que o irmão Cid Gomes foi governador, ajudou a prosperar a riqueza dele. Sim, claro, tudo dinheiro limpo. Vindo de palestras e de salários do PSB e atualmente do PDT. Ah, também da Transnordestina!


André Figueiredo se afasta dos FGs
André Figueiredo se afasta dos FGs

O presidente regional do PDT no Ceará, deputado André Figueiredo, compreendeu que se continuasse brigando com Camilo iria perder sua cadeira na Câmara Federal. Foi André quem contou a Camilo que Ciro queria impor, na marra, sua candidatura ao Senado.

Além de revelar esse segredo, André avisou ao Governador que seu objetivo era disputar novamente uma vaga de deputado federal. Essa lealdade dele foi recompensada.

Camilo deu a André os colégios eleitorais de Jati e Penaforte, e articula mais votos para que sua reeleição se consolide. Nessa linha de se afastar de Ciro, André concedeu uma entrevista em Brasília, onde desqualificou o distanciamento de Ciro de Eunício.

Categórico, disparou: Ciro vota no MDB, como todo PDT cearense. Tradução: André já se entendeu com Eunício, que inclusive está o auxiliando na sua campanha com votos.


Publicidade