Sete dias da semana sem medo da notícia

Carlos Windson usa máquina pública para intimidar servidores com salário atrasado

O prefeito de Tauá, Carlos Windson

query_builder

A gestão de Carlos Windson (PR), em Tauá, está usando a máquina pública para ameaçar os professores e servidores da Secretária da Educação que estão se manifestando contra o atraso no pagamento de salário.

Para evitar que os trabalhadores ganhem as ruas denunciando a falta de pagamento do salário referente a novembro e do 13º, o prefeito enviou, nesta quarta-feira (6), um ofício, através do Departamento de Recursos Humanos, exigindo que a lista da frequência dos servidores seja enviada “impreterivelmente” ao departamento.

A medida visa a acuar o servidores que tentam, através das manifestações, garantirem o pagamento do salário. Carlos Windson quer pagar apenas o 13º e deixar o salário de novembro em aberto. Os servidores não aceitaram e exigem que se cumpra a lei.

Manifestações

Na manhã de hoje, professores e funcionários ocuparam a Secretaria de Educação de Tauá. Amanhã (7), os manifestantes deverão protestar em frente ao Gabinete de Carlos Windson.

Confira o documento: