Sete dias da semana sem medo da notícia

Assassinatos: violência armada no Ceará deixa 44 mortos nas últimas 48 horas
Conforme registros da Segurança Pública, 20 pessoas foram assassinadas na quinta-feira, 15 na sexta e outras nove nas primeiras horas da madrugada deste sábado. Um confronto entre bandidos e a Polícia deixou 3 mortos em Morada Nova
Dezesseis pessoas foram mortas no Interior nas últimas 48 horas, como este caso em Pentecoste
Por: Fernando Ribeiro
07/07 10:19

Quarenta e quatro pessoas foram mortas no Ceará nas últimas 48 horas. No intervalo entre a quinta-feira (5) e o começo da madrugada deste sábado (7), foram registrados 17 homicídios em Fortaleza (Capital), 11 na Região Metropolitana, 11 no Interior Sul e mais cinco casos no Interior Norte. Somente entre sexta e sábado, já foram contabilizados 24 crimes de morte. A violência no estado teve um pico após o jogo em que a Seleção Brasileira foi derrotada na Copa Fifa da Rússia 2018.

Em Fortaleza, os 17 assassinatos aconteceram nos seguintes bairros: Centro (duplo), Jacarecanga, Barra do Ceará (2), Padre Andrade, São João do Tauape, Conjunto Palmeiras, Passaré, Cais do Porto, Mondubim, Antônio Bezerra, Monte Castelo (duplo), Barroso (2) e Autran Nunes.

Na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) foram 11 assassinatos nos seguintes Municípios: Caucaia (3), Pacajus, Guaiúba, Itaitinga (duplo), Maranguape, Maracanaú, Aquiraz e Cascavel.

No Interior Sul, foram 11 pessoas mortas nos seguintes Municípios: Morada Nova (3), Campos Sales (duplo homicídio), Quixeramobim (2), Caririaçu, Quixeré, Cedro e Jucás.

No Interior Norte, cinco pessoas foram mortas nos seguintes Municípios: Massapê, Coreaú, Paracuru, Pentecoste e Canindé.

Mortes

Entre as 44 pessoas assassinadas entre quinta-feira e o começo deste sábado figuraram quatro mulheres. Duas foram mortas em Fortaleza, nos bairros Mondubim e Monte Castelo e outras duas da Região Metropolitana de Fortaleza, nos Municípios de Caucaia e Itaitinga.

Outras  seis pessoas foram mortas em ocorrências de confrontos com a intervenção policial, isto é, tiroteios entre criminosos ou suspeitos e a Polícia Militar, fatos que ocorreram em Canindé, Aquiraz, Quixeramobim e Morada Nova (três mortos).

No mesmo período, ao menos, 17 armas de fogo foram apreendidas pelas polícias Civil e Militar.



*Publicidade

Publicidade


Leia Também

Links Patrocinados