Sete dias da semana sem medo da notícia

Amigos são mortos a tiros no intervalo de 24 horas. Polícia investiga os dois crimes
Um vendedor de automóveis foi assassinado na tarde de sábado enquanto abastecia o carro, na Avenida José Bastos, no bairro Demócrito Rocha. No domingo, um amigo dele foi também executado, no Conjunto Esperança
Os dois amigos acabaram sendo mortos da mesma forma: executados a tiros
Por: Fernando Ribeiro
09/07 11:59

Dois amigos foram mortos em Fortaleza neste fim de semana. Os crimes ocorreram no intervalo de pouco mais de 24 horas. A Polícia não sabe ainda se os assassinatos têm ligação e faz investigações para esclarecer  as mortes. Os dois homens foram mortos da mesma forma: executados a tiros.

O primeiro crime ocorreu no começo da tarde de sábado (7), quando Clóvis Wesley Lima de Alcântara, 33 anos, foi assassinado a tiros em um posto de combustível localizado na esquina da Avenida José Bastos com a Rua Ceará, no bairro Demócrito Rocha.

Segundo testemunhas, Clóvis Wesley trabalhava como vendedor de veículos em uma revendedora localizada naquela mesma avenida. Ele tinha ao posto abastecer o carro e acabou sendo vítima de uma emboscada, sendo morto com vários tiros de pistola à queima-roupa.

Amigo morto

Já na noite de domingo, um homem identificado por Pedro foi executado na Avenida da penetração Norte, no bairro Conjunto Esperança. Nas redes sociais, mensagens confirmaram que Pedro e Wesley  eram amigos. Contudo, não foi revelado se ambos estavam ameaçados de morte ou envolvidos em algum negócio que pudesse gerar desavenças.

Em ambos locais de crime compareceram policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a quem caberá realizar investigações sobre cada um dos assassinatos e averiguar se há ligação entre eles.

Os corpos de Wesley e Pedro passaram por exames de necropsia na Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) da Perícia Forense do Ceará (Pefoce).

 



*Publicidade

Publicidade


Leia Também

Links Patrocinados